sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Começo do caminhar ...




Lugar Comum

"Beira do mar, lugar comum
Começo do caminhar
Pra beira de outro lugar
Beira do mar, todo mar é um
Começo do caminhar
Pra dentro do fundo azul

A água bateu, o vento soprou
O fogo do sol, O sal do senhor
Tudo isso vem, tudo isso vai
Pro mesmo lugar
De onde tudo sai"

João Donato / Gilberto Gil

"A imagem do sol, do astro de fogo, saindo do Mar, é aqui a imagem objetiva dominante. O sol é o Cisne Vermelho. Mas a imaginação caminha incessantemente do Cosmo ao microcosmo. Projeta alternadamente o pequeno sobre o grande e o grande sobre o pequeno. Se o sol é o glorioso esposo da Água do Mar, será preciso que na dimensão da libação da água 'se entregue' ao fogo, que o fogo 'tome' a água. O fogo gera sua mãe, eis uma fórmula que os alquimistas, sem conhecer o Rig-Veda, empregarão à saciedade. É uma imagem primordial do devaneio material."

BACHELARD, Gaton. As águas compostas in: A água e os sonhos. São Paulo: Martins Fontes, 2002.p. 103.

À melodia infinita (por ser cíclica) de João Donato permeia-se a assustadora sensibilidade intuitiva de Gilberto Gil.

Repete-se, repete-se, bate a melodia no nosso ouvido.

Arnaldo Antunes, antiteticamente, configurou-a secamente cíclica, como a onda na rocha.

E os olhos do homem contemplam pensativamente o mar, como um caminho para algum lugar, o fundo azul, de onde todos vêm e para onde todos vão, o lugar comum a todos.

Ora, qual é?

A MORTE .... DE ONDE TODOS NASCEM ...


"A água é assim um convite à morte; é um convite a uma morte especial que nos permite penetrar num dos refúgios materiais elementares."

(Idem ibidem, p.58)

Uma morte calma e contínua ("é doce morrer no mar"), tornando-nos absolutos na conjunção com os outros três elementos de nossa imaginação material, ressurgentes na segunda parte da canção, na mudança da melodia, no momento de integração:

á agua bateu (água e terra)
o vento soprou (água e ar)
o fogo do sol (água e fogo)
o sal do senhor (sal é a conjunção entre terra é agua)

muito MAR para todos nesse início de ano, que Netuno, Iemanjá, Nossa Senhora dos Navegantes, Nossa Senhora da Conceição da Praia e La Virgen de la Regla embalem nossos devaneios no balançar das ondas ...

2 comentários:

  1. Gostei!

    Voltei da praia. Fiquei lá olhando o mar um tempão :o)

    Só que aí, ele decidiu sair pelo olho e continuar na minha frente.

    Às vezes, uma lágrima é parecida.

    ResponderExcluir
  2. uma gota de mar

    contém o oceano

    inteiro

    ResponderExcluir